Socorro, meu filho não para de estudar! Pode parecer mentira ou piada para muitos pais, mas acontece sim, especialmente com quem tem filhos em fase pré vestibular.  Há uma enorme pressão da escola, cursinho, colegas e deles mesmos. Mas qual o limite do saudável? Como convencer seu filho que ele está ultrapassando a fronteira do benéfico e começando a se prejudicar? Afinal, estudar demais faz mal?

Se não é saudável varar a noite jogando videogame, também não é saudável passar a noite estudando.

A primeira dica é conseguir que seu filho leia o post que escrevemos sobre o famoso “branco” que acontece na hora da prova. Nele falamos muito sobre a importância do sono e de reduzir o nível de estresse.  Clique aqui para ler. 

Outra maneira de ajudar é inserir na rotina atividades que ele goste de fazer e que tenham dia e hora marcados. Assim a  carga horária de estudo não precisa ser o foco do assunto. Ao inserir na rotina outras atividades: esporte, leitura, cinema etc. que ele goste, automaticamente, o tempo de lazer e de estudo ficarão mais balanceados.

Caso seu adolescente se recuse a optar por uma atividade extra, você pode usar seu papel de responsável e dar somente duas opções, perguntando: vai ser isso ou aquilo? O jeito vai ser dar uma forcinha maior, deixando para ele somente fazer a escolha entre duas propostas. Seja firme, tendo em mente que está fazendo o melhor e dando o apoio de que ele necessita neste momento, ainda que não tenha plena consciência disso. 

Pronto, uma boa parte do segredo do sucesso estará em curso: equilíbrio entre hora de sono, atividade física, vida social e diversão – tudo isso aliado a uma rotina organizada de estudos aumenta exponencialmente as chances de conseguir atingir o objetivo que seu filho tem em mente!

Estudar demais pode ser tão prejudicial quanto não estudar!

Posts Relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *